Re: [DESPORTO] Ciclismo

09 Out 2018, 11:17 [#3982]
Não ser líder não implica que seja gregário. E é natural que o Rui não seja o líder em algumas, nem sempre as chegadas são propícias para ele, principalmente as mais duras. Como é o caso da Fleche Wallone, que o Ulissi é sempre mais favorito por ter mais explosividade.
"Somos pequenos, pensamos Gigante." - Lucas Trindade, 2017

Re: [DESPORTO] Ciclismo

11 Out 2018, 14:40 [#3983]
Bluzzer Escreveu:
09 Out 2018, 01:12
R.Patricio Escreveu:
Bluzzer Escreveu: Não digas que eles o vêm como gregário. Um gregário trabalha, coisa que ele não faz. Ele é sim um corredor livre que a qualquer altura pode surpreender. Continuará a ser líder, em conjunto com o Daniel Martin e Diego Ulissi, nas clássicas se continuar na UAE. Mas sim, a Astana seria a melhor opção caso não renovasse.
Neste momento o Ulissi é o líder nas clássicas e o Rui o gregário dele.. O Rui só avança quando o Diego falha, esta é a realidade da UAE..
O Rui gregário do Ulissi? Não mesmo. Nunca vi o Rui a trabalhar para o Ulissi, lol. É um corredor outsider que está sempre com ordens para tentar fazer o melhor lugar possível nas provas que participa, seja em provas de 1 semana, seja em clássicas. Mas ele que saia da UAE, mal não deve fazer.
Não deixa de ser um gregário. Tem liberdade mas se for preciso entrar ao trabalho, terá que entrar.

O Rui que olhe para o exemplo do Kreuziger, que mudou de ares e parece que rejuvensceu este ano. Ou do Gilbert.
Imagem

Re: [DESPORTO] Ciclismo

24 Out 2018, 01:08 [#3993]
R.Patricio Escreveu:
24 Out 2018, 00:39
CFC Escreveu:
23 Out 2018, 18:24
Rui Lolosta. Merece todo o insucesso que tem tido ultimamente. Comodista como poucos.
É mesmo isso..
A cadeirinha está quentinha, deixa-me ficar nela.
É que a UAE investe cada vez mais em líderes, num claro sinal que ele é segundo/terceiro plano, às vezes nem isso, e ele não quer saber.
Imagem

Re: [DESPORTO] Ciclismo

07 Nov 2018, 17:58 [#3994]
A W52-FC Porto já completou a sua inscrição como equipa Profissional Continental, dentro do prazo que terminou no passado dia 1, e apenas aguarda que a União Ciclista Internacional (UCI) anuncie oficialmente a presença no segundo escalão do ciclismo mundial para dar novos passos, como a definição do calendário internacional. O plantel terá 15 corredores e eventualmente mais um e, além dos já anunciados Daniel Mestre e Edgar Pinto, será reforçado com Francisco Campos e Jorge Magalhães, dois jovens que estavam no Miranda-Mortágua.

"O processo de inscrição no escalão Pro Continental como nova equipa é mais complexo, mas já o completámos há mais de duas semanas. Neste momento só esperamos a resposta final da UCI", disse-nos o diretor desportivo, Nuno Ribeiro, que garante ter um plantel "dentro do pretendido". A W52-FC Porto, além de mais um corredor para lutar pela classificações gerais, Edgar Pinto, vai pela primeira vez apostar a sério nos sprints, pois a Samuel Caldeira somará a velocidade de Daniel Mestre e, sobretudo, a de Francisco Campos, que aos 21 anos se anuncia como o mais promissor dos sprinters nacionais.

"Vamos ter um programa internacional mais completo, mas só será definido depois de a equipa estar oficializada pela UCI. Não aumentaremos o calendário com apostas muitos fortes antes da Volta a Portugal, mas corridas como as Voltas à Catalunha ou ao País Basco são hipóteses. Depois da Volta a Portugal teremos um calendário diferente, com provas em países como China", revelou Nuno Ribeiro a O JOGO.

https://www.ojogo.pt/modalidades/ciclis ... 43956.html
Era fixe ver a W52 em provas do World Tour como as Voltas da Catalunha e País Basco.
E merecido pelas boas prestações que tem tido nas corridas espanholas do Europe Tour, onde tem lutado com equipas fortíssimas como a Movistar.
Imagem

Re: [DESPORTO] Ciclismo

15 Nov 2018, 15:49 [#3997]
Coerente com os últimos que foram apanhados com EPO. Deve ser o fim da carreira dele. Fica é a questão se é justo ou se, depois da amostra B ter dado inconclusivo, simplesmente o André não tinha dinheiro para lutar
Imagem

Re: [DESPORTO] Ciclismo

16 Nov 2018, 12:27 [#3999]
Não é uma questão de se ter dopado, mas sim de terem condenado um ciclista com provas contraditórias.
A amostra A disse que sim, a B disse que não. Eles resolveram desconsiderar a amostra B e condená-lo a 4 anos.
Como ele disse e bem, se fosse famoso não seria condenado.
Imagem
cron