Re: Ah, e tal...

07 Out 2019, 14:13 [#7841]
Sim. Quando falo com o meu avô entendo muito do raciocínio que vai na cabeça de muitos votantes do nosso país. Não que o meu avô vá nas cantigas do André Ventura mas passa imenso tempo a ver a CMTV e isso para mim é preocupante.
Imagem

Re: Ah, e tal...

08 Out 2019, 19:40 [#7843]
Não consigo dissociar da figura comentador desportivo, só vi 1 min e concordo com a dualidade de critérios. Já disse aqui e é uma convicção minha: não percebo como é que há um Partido Comunista se todos os regimes comunistas, neste momento, são inimigos do Ocidente e um alvo a abater.

E FOI PARANHOS QUE OS F0DEU!

Re: Ah, e tal...

09 Out 2019, 00:05 [#7846]
Muito interessante o vídeo. O André Ventura mostrou aí ter uma boa capacidade de dizer muito em pouco e de forma convincente.
Ele tem razão no que diz, e só foi pena não ter havido aí uma resposta à gaga do Livre.

Já agora, eu não sou contra a imigração ao contrário do Chega.
Prefiro um imigrante que venha para cá trabalhar a um português que esteja cá a mamar subsídios.
E a imigração valoriza a economia (podem ir ler os dados que existem sobre isso). De forma simples, porque mais pessoas significa mais valor através do emprego dessa pessoa mais o consumo dessa pessoa, que por sua vez gera mais valor e emprego também.
Imagem

Re: Ah, e tal...

09 Out 2019, 10:20 [#7847]
Padrão Escreveu:
08 Out 2019, 19:40
Não consigo dissociar da figura comentador desportivo, só vi 1 min e concordo com a dualidade de critérios. Já disse aqui e é uma convicção minha: não percebo como é que há um Partido Comunista se todos os regimes comunistas, neste momento, são inimigos do Ocidente e um alvo a abater.
Eu não só não consigo dissociar da figura de comentador como não consigo dissociar da figura de xenófobo. Há pouco respondi a uma amiga o seguinte:
Spoiler
Anyway, é populismo puro, e a teia onde estás a cair, Mariana, é a grande causa da ascensão da extrema-direita. São xenófobos e não têm vergonha de o admitir, são conservadores e não têm vergonha de o admitir, mas sacam votos nos moderados (onde te incluo) porque incluem propostas mais moderadas. No fundo, na parte moderada, não são diferentes de partidos que já existem, mas como chamam à atenção com a sua componente xenófoba, concentram em si a atenção que leva as pessoas a querer saber mais. Agora, vou-te contar uma coisa: não é por haver propostas moderadas que a componente xenófoba desaparece. E aí podes ver o que acontece em Itália, por exemplo, em que chegam partidos destes ao topo e começa-se a deixar morrer gente por opção no Mediterrâneo. Muito cuidado Mariana, é assim que estes movimentos chegam ao poder. A extrema direita não se combate refletindo sobre as suas propostas, combate-se com desprezo.
Perdoem-me a transcrição integral, mas é a minha opinião sincera. Ele pode dizer umas verdades, mas as coisas "moderadas" e "inteligentes" que ele diz também o CDS ou a Iniciativa Liberal (e uma parte do PSD), só que aqui surgem amplificadas porque é um idiota a dizer coisas inteligentes. Parece que as pessoas ficaram surpreendidas. E isto é o que lhe dá força.
Imagem

Re: Ah, e tal...

09 Out 2019, 11:15 [#7848]
Sim, concordo com o que disseste sobre a parte da xenofobia, uma espécie de Trump pequenino à tuga, que nunca passará do 1%. Mas...

1. Não percebi o "são conservadores e não têm vergonha de o admitir". Porquê que teriam de ter vergonha de ser conservadores?
2. Onde está essa energia para falar dos partidos de extrema-esquerda que há décadas andam cá a roubar o país? Achas que BE, PCP e escumalha desta vida fazem um bom trabalho?

É populismo e demagogia quando é verdade e não nos agrada? Isso é muito à elite.

E FOI PARANHOS QUE OS F0DEU!

Re: Ah, e tal...

09 Out 2019, 12:54 [#7849]
Padrão Escreveu:
09 Out 2019, 11:15
Sim, concordo com o que disseste sobre a parte da xenofobia, uma espécie de Trump pequenino à tuga, que nunca passará do 1%. Mas...

1. Não percebi o "são conservadores e não têm vergonha de o admitir". Porquê que teriam de ter vergonha de ser conservadores?
2. Onde está essa energia para falar dos partidos de extrema-esquerda que há décadas andam cá a roubar o país? Achas que BE, PCP e escumalha desta vida fazem um bom trabalho?

É populismo e demagogia quando é verdade e não nos agrada? Isso é muito à elite.
1. Isso do "nunca passará do 1%", sinceramente, não concordo. Acho até que, dos 3 novos partidos, é aquele que mais facilmente se poderá consolidar.
2. Falava na questão de eles serem contra a prostituição, contra o aborto, contra a eutanásia, contra o casamento gay, etc. No fundo, são um partido que quer que o estado não seja laico, seguindo o Cristianismo.
3. Completamente de acordo neste ponto. Não precisas de procurar muito no meu histórico de mensagens para ver o quanto eu detesto o socialismo e ainda mais as fações mais radicais do mesmo.
Imagem

Re: Ah, e tal...

09 Out 2019, 14:47 [#7850]
Dando a conhecer aquilo que quer fazer para o país, vejo mais potencial no IL que nos outros.
Mas depende se conseguem fazer passar a sua mensagem ou não.
É um partido interessante pela conjugação de liberdade em todas as vertentes, principalmente a pessoal e económica, que não é habitual em Portugal.
Normalmente a direita é conservadora.
Em termos económicos vão vê-los a votar com a direita ou a ser ainda mais à direita que a direita (Ex.: Redução de impostos, abertura a privados em certas áreas).
Em termos sociais vão vê-los a votar com a esquerda em muitos momentos (Ex.: Eutanásia).
O próprio PSD tem divisões internas à custa do conservadorismo. Esses apoiantes eventualmente podem se rever mais no IL.

O Chega é um partido anti-sistema, com alguns conceitos extremistas.
Normalmente quem vota nestes partidos nacionalistas são forças de segurança (Polícias, Seguranças, Militares) e malta racista, xenófoba e ultra-conservadora.

O Livre é um partido de extrema-esquerda social, menos contido que o Bloco de Esquerda (que quer agradar a mais eleitorado para se consolidar no parlamento).
Embora possam ter a boa intenção de equilibrar a sociedade em termos de género, raça e nacionalidade, de boas intenções está o inferno cheio.
E acabam por eles próprios serem os discriminadores quando propõe quotas (O que é anti-meritocracia) e criam eventos limitados a pessoas de determinadas características.
Imagem

Re: Ah, e tal...

09 Out 2019, 16:02 [#7851]
É mais ou menos isso, sim. Não obstante, os eleitores do extremismo são mais certos que os eleitores das ideias mais amplas tipo IL e Livre, foi só por isso que disse o que disse.

Em particular sobre a IL, é esperar para ver o que faz o Santana e o Aliança. Se o partido eventualmente acabar, o que não é assim tão impossível, vejo a IL a duplicar o número de eleitores do nada, porque o Aliança ideologicamente é muito próximo (um pouco mais conservador e um pouco menos liberal, mas próximo). Aliás, o Aliança aparece porque esta ala mais liberal não gosta do rumo que o Rio está a trilhar.
Imagem

Re: Ah, e tal...

09 Out 2019, 20:19 [#7854]
Os militantes são outros anti-Rio, com mais tomates para sair do PSD.
Dentro do PSD há quem queira estar mais ao centro (Rui Rio), outros querem o partido mais à direita.
Estão a minar o partido por dentro. Não que eu tenha alguma pena.
Imagem

Re: Ah, e tal...

11 Out 2019, 11:13 [#7860]
eduardextreme Escreveu:
11 Out 2019, 10:34
Sim, foi bem escrito.
Esqueceu-se também da constante rotulagem de fascismo de tudo aquilo que eles não concordam. Mesmo que em Portugal nunca tenha existido fascismo.
O tempo de Salazar não era fascismo? Era o quê? Só mesmo o Salazar cá do burgo para dizer uma coisa dessas :D

De qualquer forma, é mesmo isso. Mais uma vez, vou defender a minha dama, mas fico estupefacto de cada vez que dizem que a IL é um partido fascista. Um partido que defende total liberdade, um partido que é mais libertário que alguns dos que mais libertários se proclamam (PCP e BE à cabeça), é um partido fascista? Só mesmo para gente muito intelectualmente desonesta...
Imagem
cron